Skip to main content
Vinílicos ePiso

Vendas para construção têm ótimas projeções

Vendas para construçãoAlinhada ao crescimento da construção civil, a Alpex acompanha o movimento do mercado

Como fabricante brasileira de perfis de alumínio, a Alpex está sempre antenada às informações do setor da construção civil para, assim, acompanhar sua expansão. Recentemente, a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulgou que as vendas de materiais de construção deverão encerrar 2013 com crescimento de 2,5% em relação a 2012 e aumentarão de 4% a 5% em 2014.

Trata-se de outro indicativo positivo de um setor que se mostra cada vez mais promissor e que é relevante para as diretrizes da Alpex Alumínio, empresa que hoje contabiliza mais de 5.200 modelos de perfis que podem ser aplicados em variados segmentos. “Nos preparamos para acompanhar esse crescimento da construção civil e disponibilizamos hoje uma área Técnica com profissionais especializados, além de uma equipe de vendas altamente qualificada e ferramentaria própria para desenvolver novos perfis, buscando cada vez mais aplicações e melhorias para o mercado com soluções personalizadas”, explica Paulo Magalhães, diretor Comercial da Alpex Alumínio.

As estimativas da Abramat foram projetadas durante uma reunião do presidente da Abramat, Walver Cover, com o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, que discutiram o impacto das medidas de estímulo para o setor, beneficiado pelos programas habitacionais do governo federal, pelo estímulo ao crédito e por impostos reduzidos.

De acordo com o presidente da entidade, o crescimento de 4% a 5% nas vendas projetado para 2014 leva em conta a manutenção do IPI reduzido e, principalmente, a política atual de apoio à indústria de materiais de construção, que é um dos principais indutores do Produto Interno Bruto (PIB).

Dentre as medidas do governo que contribuem para o cenário otimista, estão a desoneração da folha de pagamento para a indústria de materiais de construção, o Programa Minha Casa, Minha Vida, o Programa de Aceleração do Crescimento e a concessão de estradas e aeroportos à iniciativa privada.

Para o presidente da Abramat, a linha de crédito Construcard, da Caixa Econômica Federal, também tem impulsionado as vendas, já que o programa financiou R$ 3 bilhões para a compra de materiais de construção no ano passado e deverá encerrar o ano emprestando R$ 6 bilhões.| Alpex

Vendas para construção têm ótimas projeções

Vendas para construçãoAlinhada ao crescimento da construção civil, a Alpex acompanha o movimento do mercado

Como fabricante brasileira de perfis de alumínio, a Alpex está sempre antenada às informações do setor da construção civil para, assim, acompanhar sua expansão. Recentemente, a Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) divulgou que as vendas de materiais de construção deverão encerrar 2013 com crescimento de 2,5% em relação a 2012 e aumentarão de 4% a 5% em 2014.

Trata-se de outro indicativo positivo de um setor que se mostra cada vez mais promissor e que é relevante para as diretrizes da Alpex Alumínio, empresa que hoje contabiliza mais de 5.200 modelos de perfis que podem ser aplicados em variados segmentos. “Nos preparamos para acompanhar esse crescimento da construção civil e disponibilizamos hoje uma área Técnica com profissionais especializados, além de uma equipe de vendas altamente qualificada e ferramentaria própria para desenvolver novos perfis, buscando cada vez mais aplicações e melhorias para o mercado com soluções personalizadas”, explica Paulo Magalhães, diretor Comercial da Alpex Alumínio.

As estimativas da Abramat foram projetadas durante uma reunião do presidente da Abramat, Walver Cover, com o secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Márcio Holland, que discutiram o impacto das medidas de estímulo para o setor, beneficiado pelos programas habitacionais do governo federal, pelo estímulo ao crédito e por impostos reduzidos.

De acordo com o presidente da entidade, o crescimento de 4% a 5% nas vendas projetado para 2014 leva em conta a manutenção do IPI reduzido e, principalmente, a política atual de apoio à indústria de materiais de construção, que é um dos principais indutores do Produto Interno Bruto (PIB).

Dentre as medidas do governo que contribuem para o cenário otimista, estão a desoneração da folha de pagamento para a indústria de materiais de construção, o Programa Minha Casa, Minha Vida, o Programa de Aceleração do Crescimento e a concessão de estradas e aeroportos à iniciativa privada.

Para o presidente da Abramat, a linha de crédito Construcard, da Caixa Econômica Federal, também tem impulsionado as vendas, já que o programa financiou R$ 3 bilhões para a compra de materiais de construção no ano passado e deverá encerrar o ano emprestando R$ 6 bilhões.| Alpex

Scroll Up