ETEs customizadas para loteamentos e núcleos habitacionais de áreas periféricas tornam viável o acesso ao tratamento de esgoto sanitário

ETEs Mizumo para pequenas comunidadesSaneamento básico é imprescindível para o aumento da qualidade de vida das pessoas, preservação do meio ambiente e até mesmo para a inclusão social. De acordo com dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, do Ministério das Cidades (base 2011), a coleta de esgoto chega a 48,1% da população e, do esgoto gerado, apenas 37,5% recebe algum tipo de tratamento. Mas, quando se pensa em comunidades distantes dos grandes centros urbanos, esse total pode ser bastante diferente.

Fato é que os números referentes aos serviços de saneamento básico no País indicam a necessidade de expansão rápida da oferta de tratamento de esgoto, especialmente em comunidades isoladas. A tecnologia pode ser uma aliada na melhoria do atendimento à população, a exemplo das soluções dedicadas projetadas pela Mizumo – referência nacional em estações pré-fabricadas para tratamento de esgoto sanitário (ETEs).

Loteamentos e núcleos habitacionais de áreas periféricas (cidade, litoral, rural e outras de difícil acesso), cuja integração com o sistema de esgotamento sanitário principal seja inviável técnica ou economicamente, se beneficiam com a ETEs Mizumo, pois a empresa tem flexibilidade para a aplicação de projetos customizados, feitos a partir de linhas padronizadas, que combinam tecnologias de acordo as características técnicas de cada local, oferecendo a possibilidade de reúso da água tratada para fins não potáveis ou seu retorno sem riscos ao meio ambiente.

Serviço sob medida – Os produtos Mizumo são adequados para comunidades isoladas que muitas vezes exigem soluções simples e individualizadas. As ETEs são modulares e transportáveis (permitem ser ampliados ou removidos e remanejados para outros locais), tem baixos custos operacionais e garantias de desempenho no tratamento biológico do esgoto, além do atendimento especializado da área de serviços, feito com equipe própria.

Os sistemas, que atendem projetos residenciais ou comerciais, públicos ou privados, construtoras e governos municipais, são adequados conforme as necessidades de cada empreendimento, considerando os detalhes do local de instalação, do efluente de entrada e corpo receptor. As soluções da Mizumo são automatizadas e permitem a redução de custos e prazo de instalação em comparação às ETEs convencionais de concreto.

Segundo Giovani Toledo, gerente de mercado da Mizumo, os projetos desenvolvidos pela empresa visam garantir a melhor relação custo-benefício do mercado, sempre de acordo com as normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT); as recomendações e resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente; as exigências da Certificação ISO 14.000 – pré-requisito para empresas exportadoras; e podem se adequar às diretrizes de estados e municípios.| Mizumo